Vida tão estranha – Rodrigo Leão

São de veludo as palavrasDaquele que finge que amaAo desengano levo a vidaA sorte a mim já não me chama Vida tão sóVida tão estranhaMeu coração tão mal tratadoJá nem chorar me traz consoloResta-me só o triste fado A gente vive na mentiraJá não dá conta do que senteAntes sozinha toda a vidaQue ter um... Continue Reading →

Powered by WordPress.com.

Up ↑